Português (Brasil)English (United Kingdom)

Atrasada, transnordestina já custa quase o dobro do previsto

PDFImprimirE-mail

 

Anunciada em 2006, a Ferrovia Transnordestina já custa quase o dobro do que foi previsto inicialmente.

 

Promessa de grande escoadora da produção da região Nordeste, os seus 1,7 mil quilômetros ligariam quatro estados: Piauí, Paraíba, Pernambuco e Ceará. Contudo, este ano só deverá ser liberado um pequeno trecho que liga duas cidades no interior pernambucano. Pelo cronograma do governo, a obra de R$  4,5 bilhões estaria pronta em 2010. Mas as obras tiveram ritmo lento desde o início e algumas desapropriações não teriam saído até hoje.

 

Desde 2013, o governo e a concessionária tentavam um acordo para reajustar o contrato. O atraso das obras e o aumento dos custo, que agora estão estimados em R$ 7,5 bilhões, faziam com que fosse impossível que o investimento fosse compensado no período do contrato de concessão, que vence em 2027. Mas para honrar o contrato e compensar os gastos, o prazo foi estendido para 2057. Com o novo contrato, a conclusão das obras passa a ser do concessionário.

 

 

Fonte

Busca

Banner
Banner
Banner

IBRALOG - INSTITUTO BRASILEIRO DE LOGÍSTICA - ©2011
R. Guajajaras, 40, 11º andar, sala 1102. Centro • CEP: 30180-100 | Belo Horizonte / MG
Telefone: (31) 3213-1542
e-mail: ibralog@ibralog.org.br