Português (Brasil)English (United Kingdom)

NOVO PLANOS: Os modelos de negócio na era da incerteza

PDFImprimirE-mail

Mais uma certeza: O mundo fica mais incerto. Estamos vivenciando a era do inacreditável e do surreal em que modelos de negócios precisam ser alterados com frequência e seu ciclo de vida ou validade é cada vez menor. Decisões politicas têm contribuído muito para dificultar a evolução dos negócios, não obstante aquelas que declaram guerra entre e intra povos. As eleições de Trump, de Khan para prefeitura de Londres, as migrações para países europeus, são alguns exemplos que nos mostram o que vem por aí, lembrando que a maioria destes eventos não são detectados em tempo hábil pelos radares dos analistas e suas consequências não são de fácil interpretação e solução.

 

Apenas para mencionar um impacto relevante, os responsáveis pelas operações portuárias, de alfândega e de transportes de cargas e passageiros da Europa estão diante de um impasse sem precedentes: como fazer controle alfandegário com segurança sem provocar atrasos ou filas? A Eurotunnel, portos da Bélgica, França e Reino Unido poderão ser severamente impactados por filas com atrasos de até semanas, num ambiente onde as economias normalmente até agora fluem com mais agilidade do que nos países em desenvolvimento...tudo isto pode ser provocado pelo BREXIT.

 

Gestores passam a conviver com agendas múltiplas, conflitantes e cada vez mais intrincadas, que levam a dúvidas frequentes do tipo: Como controlar as mudanças?... Como fazer um plano estratégico que seja útil?... Qual ciclo de vida dos produtos e serviços?. Esta realidade nos obriga a atuar de forma difusa, é preciso pavimentar novos caminhos rumo ao futuro dos negócios, mas também dispender muita energia para tapar os buracos dos caminhos atuais, tudo junto, misturado e em ritmo acelerado.

 

Planos estratégicos que antes tinham horizonte de 5 anos, são vistos como onerosos, de elaboração demorada e de pouca eficácia, porém, atualmente, estão sendo elaborados, com exceções cada vez mais raras, com visão para 2 anos. Assim, cada vez mais a estratégia de seu negócio precisa de estratégia. Elaborar planos sem estabelecer os links entre estratégia e plano de incentivos, entre a visão e o plano operacional é certamente caminho para o insucesso. Estratégias e Processos precisam ser harmônicos, para impulsionar o engajamento dos colaboradores, lembrando que estratégias frágeis e processos inconsistentes produzem resultados medíocres e até mesmo desastrosos.

 

Estratégias consistentes e processos adequados tornaram-se mais importantes do que nunca e são fundamentais nesta era da disruptura digital, onde a tecnologia digital abre novas oportunidades de mercado, com amplo acesso a ferramentas de comunicação e de acesso a dados, em níveis jamais vistos. Não temos outra chance senão aprofundarmos nestas mudanças durante a elaboração das estratégias de negócios.

 

Seguindo o exemplo dos grandes CEOs (Fortune + 500), nesta era de transição os planos estratégicos e processos operacionais devem ser elaborados com focos em Digitalização, Inovação e Colaboração, para prover transparencia, agilidade e engajamento de todo ecossitema das empresas e dos negócios.

 

Nyssio Ferreira Luz


Engenheiro, Mestre em Logística, Especialista em Estratégia Empresarial, Logística e Supply Chain Management, Conselheiro Empresarial

Diretor do IBRALOG – Instituto Brasileiro de Logistica

 


Voltar

Busca

Banner
Banner
Banner

IBRALOG - INSTITUTO BRASILEIRO DE LOGÍSTICA - ©2011
R. Guajajaras, 40, 11º andar, sala 1102. Centro • CEP: 30180-100 | Belo Horizonte / MG
Telefone: (31) 3213-1542
e-mail: ibralog@ibralog.org.br